segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

REDES SOCIAIS - JOVENS FORAM CONTRATADOS PELO LINKEDIN

Jovens contam como foram contratados via LINKEDIN.


FONTE : CLICKCARREIRA



Desde março deste ano, o LinkedIn tem uma página exclusiva para os jovens que estão entrando no mercado, a Student Job , que oferece oportunidades de estágio, para estudantes universitários, e de empregos, para recém-formados. A vocação para reunir boas oportunidades e bons profissionais, no entanto, não começou aí. Antes mesmo de essa página existir, muita gente já buscava vagas ou chamava a atenção de recrutadores pela rede social. Quer exemplos? Veja a seguir a história de dois jovens que receberam propostas de emprego pela rede e foram contratados. Depois, se achar que vale a pena, dê um trato no seu perfil e nas informações que você disponibiliza lá.









Trabalho Internacional
Ana Pace (na foto acima), publicitária graduada pela Universidade Metodista, cadastrou seu perfil no LinkedIn há cinco anos. “Pensava que estando ativa em uma rede como essa seria notada de alguma forma”, conta. “No meu perfil, inclui os projetos dos quais participei, o link para o meu portfólio e aproveitei para colocar no sumário as minhas pretensões profissionais, além de adicionar palavras-chave no campo de especialidades”, explica Ana, detalhando como construiu sua página pessoal sempre preocupada em agregar informações relevantes para ser mais facilmente encontrada pelos recrutadores.

A estratégia funcionou. Em 2010, ela respondeu a um anúncio no LinkedIn de uma empresa holandesa de recursos humanos para realizar pesquisas sobre o mercado brasileiro em Valência, na Espanha. A vaga exigia que o profissional fosse natural do Brasil e graduado na área de comunicação. Após vários contatos por e-mail e telefone, ela fechou um contrato de trabalho de quatro meses. A experiência lhe rendeu, além de um histórico profissional no exterior, uma oportunidade de trabalhar com a área de pesquisa.

Após o término do contrato, a publicitária voltou para São Paulo com a tarefa de implantar um dos projetos da empresa holandesa no Brasil. Depois desse período, ela trabalhou por alguns meses em uma agência de propaganda e hoje ocupa o cargo de analista sênior de mobile na Editora Abril.



Caça talentos
Também há casos em que profissionais de empresas de seleção e recrutamento, os chamados headhunters, entram em contato com os candidatos que se adéquam ao perfil de uma determinada vaga. O administrador recém-formado Eduardo Potenza, foi abordado por um headhunter para participar de um processo seletivo para um cargo de analista sênior em uma multinacional do ramo de pneus, na época ele era analista júnior.

Eduardo fala que a lista de empresas que havia trabalhado e o resumo de suas responsabilidades em cada uma delas foram fundamentais para seu perfil on-line ser selecionado pelos recrutadores. “O que mais chamou a atenção e foi decisório foi a descrição clara e objetiva das atividades e experiências que constavam no meu perfil.”, afirma. Apesar de o primeiro contato ter sido pelo LinkedIn, as próximas etapas da seleção foram presenciais e, como estamos contando histórias de sucesso, Eduardo foi aprovado e hoje ocupa o cargo de analista sênior.


GOSTOU ? DEIXE SEU COMENTÁRIO SOBRE.....

Nenhum comentário: